quarta-feira, 9 de julho de 2014

222 comunidades receberão sistemas de tratamento de água, Ibaretama incluída

Os equipamentos vão garantir o consumo de água salobra em 46 municípios do Ceará. Serão investidos R$ 24 milhões
EDIMAR SOARES
O açude Jerimum, que abastece o município de Irauçuba, está com 0,04% da capacidade
Equipamentos usados na dessalinização de poços profundos serão instalados em 46 municípios do Ceará, de acordo com a Secretaria Estadual dos Recursos Hídricos (SDH). A ação terá investimento de R$ 24 milhões, destinados pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio do programa Água Doce. No total, 222 comunidades receberão o sistema que garante tratamento de água salobra.
As comunidades foram escolhidas a partir de análises de técnicos do programa, levando em consideração a viabilidade de instalação dos sistemas. Foram observados critérios como qualidade da água e possibilidade de bombeamento. Na primeira fase do projeto, iniciada em 2013, 666 comunidades passaram por essa avaliação. Dessas, 444 apresentaram condições necessárias de receber os equipamentos.
Para chegar ao número final, o programa se baseou na ausência de fontes alternativas de água nas regiões escolhidas, além de critérios socioeconômicos, como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios. “Essa é uma ação estruturante, não atua como resposta à seca, que pode ter atingido algumas das áreas beneficiadas. O objetivo é diminuir a carência das comunidades que não têm acesso à água de qualidade”, esclarece o coordenador estadual do programa Água Doce, Gianni Lima.
O programa pretende desenvolver a gestão sustentável dos sistemas com auxílio das comunidades na operação e nos cuidados dos equipamentos. Segundo Lima, o trabalho contará com a parceria de associações comunitárias.
Os municípios contemplados são: Acopiara, Aiuaba, Alto Santo, Antonina do Norte, Apuiarés, Aracoiaba, Arneiroz, Banabuiú, Barreira, Boa Viagem, Canindé, Caridade, Catarina, Choró, Chorozinho, General Sampaio, Ibaretama, Ibicuitinga, Independência, Irauçuba, Itapajé, Itapiúna, Itatira, Jaguaretama, Jaguaribara, Madalena, Milhã, Miraíma, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Morada Nova, Ocara, Palhano, Paramoti, Pentecoste, Piquet Carneiro, Quiterianópolis, Russas, Saboeiro, Salitre, Santa Quitéria, Tarrafas, Tauá, Tejuçuoca, Umari e Umirim.
Cinco comunidades de Irauçuba receberão os dessalinizadores. Mesmo não sendo emergencial, a ação deve contribuir para a convivência com a estiagem. O açude Jerimum, que abastece o município, está com cobertura de 0,04% da capacidade. “O recurso é importante porque ele vai possibilitar água potável para quem não tem os poços como única alternativa. A expectativa é que sistemas sejam instalados o mais rápido possível, devido a atual situação do município”, comenta o secretário de Recursos Hídricos de Irauçuba, Caetano Rodrigues.
Informação http://www.opovo.com.br