sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Ibaretama habilitada a receber Sala de Estabilização

Foto meramente ilustrativa
O município de Ibaretama foi habilitado a receber o incentivo financeiro de investimento para implantação do componente Sala de Estabilização (SE) de acordo com a portaria 3239/13.

Segue abaixo na íntegra a 
PORTARIA Nº 3.239, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2013:






O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, e
        Considerando a Portaria nº 204/GM/MS, de 29 de Considerando a Portaria nº 204/GM/MS, de 29 de janeiro de 2007, com as alterações e os acréscimos estabelecidos pela Portaria nº 837/GM/MS, de 23 de abril de 2009;
         Considerando a Portaria nº 1.600/GM/MS, de 7 de julho de 2011, que reformula a Política Nacional de Atenção às Urgências e institui a Rede de Atenção às Urgências no Sistema Único de Saúde (SUS);
        Considerando a Portaria nº 2.338/GM/MS, de 3 de outubro de 2011, que estabelece diretrizes e cria mecanismos para a implantação do componente Sala de Estabilização (SE) da Rede de Atenção às Urgências; Considerando a pactuação realizada na Comissão Intergestores Bipartite (CIB/CE), conforme a Resolução nº 19, de 3 de fevereiro de 2012, para implantação de Sala de  Estabilização no Municípiode Ibaretama (CE);
        Considerando a pactuação realizada na Comissão Intergestores Regional (CIR/CE), conforme a Resolução nº 002, de 20 de março de 2012, para implantação de Sala de Estabilização no Município de Ibaretama (CE);
       Considerando a Proposta nº 11422.767000/1120-02 cadastrada no Sistema de Pagamentos (SISPAG) do Fundo Nacional de Saúde pelo Gestor/Proponente do Fundo Municipal de Saúde de Ibaretama (CE); e Considerando o Parecer Técnico nº 1.556/2013, constante do Processo nº 25000.208318/2013-91, resolve: Art. 1º Fica habilitado o Município de Ibaretama (CE) e receber o incentivo financeiro de investimento para implantação do componente Sala de Estabilização (SE).

Art. 2º O Fundo Nacional de Saúde adotará as medidas necessárias à transferência, regular e automática, do incentivo financeiro de investimento, no montante de R$ 100.000,00 (cem mil reais), estabelecido no art. 7º da Portaria nº 2.338/GM/MS, de 3 de outubro de 2011, na forma definida no art. 8º da mesma Portaria, para o Fundo Municipal de Saúde de Ibaretama (CE).

Art. 3º Os recursos orçamentários, objeto desta Portaria, correrão por conta do orçamento do Ministério da Saúde, onerando a Funcional Programática 10.302.2015.8933 - Serviços de Atenção às Urgências e Emergências na Rede Hospitalar (PO 0002).
Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. 
ALEXANDRE ROCHA SANTOS PADILHA

Foto meramente ilustrativa