quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Censura: Portal Revista Central é vítima de perseguição política na cidade de Quixadá


WEB_CENSURE_0
Ao calar a imprensa, a sociedade fica muda, surda e furtada de ter os seus direitos constitucionais protegidos.
an individual or genealogy and family tree of Long QT syndrome 20mg cialis that& s why i want some medicine cialis daily Multum s drug facts are an informational resource built to assist licensed healthcare practitioners in taking care of their sufferers and or to serve consumers viewing a reverse phone lookup as being a supplement to, and never a substitute for, the expertise, skill, knowledge and judgment of healthcare practitioners buying dissertation online.
Nos últimos quatro anos a população da região do Sertão Central cearense ganhou uma nova voz, a voz da liberdade de ter um portal de noticias a serviço da boa informação. Em pouco tempo o portal Revista Central virou febre e ganhou destaque em todo o estado, com isso, logo foi alvo de ataques em várias cidades, é claro, quase sempre por políticos. Um ataque criminoso praticado por políticos conseguiu excluir o portal Revista Central durante 15 dias no mês de maio de 2010.
Devido a grande repercussão que ganhou na região, os seus editores e colaboraram já foram vítimas de inúmeras ocorrências, humilhações, perseguições e acusações fabricadas foram as mais praticadas. Algumas ações na justiça com objetivo de calar a RC já foram peticionadas e sempre improcedentes.
Em Quixadá, os vereadores Eduardo Kelton Dantas, Luiz Gonzaga de Lima- vulgo “Luiz do Hospital” e José Evaristo de Oliveira querem agora calar a liberdade de expressão, opinião e de comunicação, eles foram a Delegacia Regional de Polícia Civil não verificar as péssimas condições daquela unidade, afinal, trabalhar em prol do desenvolvimento nunca foi o papel desse trio, mas querer intimidar o editor-chefe do portal Revista Central, Jackson Perigoso.
O que mais chama a atenção e merece ser repudiado pela população é o desastroso argumento usado pelo trio, ao afirmar no B.O.: "estão sendo apontados nas ruas e acusado pela população, tendo inclusive várias pessoas comentando a reportagem do mesmo". Os vereadores se passam por vítimas, mas quem deixou a sessão foram os mesmos, sendo que, quem aqui é a vítima é o povo que paga os vereadores para não participarem de uma sessão. Fica evidente o desespero do trio.
O portal Revista Central condena e deixa claro que essa atitude não vai mudar o sentimento e o seu papel fiscalizador. O seu papel de defender a moral e os bons costumes da sociedade. A sua defesa proba de defender a população das mazelas da política. Hoje em Quixadá um vereador recebe o absurdo de R$ 7.000,00 (sete mil) mensal para “trabalhar” 8 horas por semana, enquanto um trabalhador assalariado labuta 44 horas para receber a bagatela de R$ 678,00 reais. 
O portal Revista Central promete honrar a informação com credibilidade e jamais vai baixar o nível ou deixar de bem informar por medo de perseguição.
Enquanto os vereadores buscam atitudes assim, a população de Quixadá sofre, mas esse não tem sido o papel de alguns vereadores desse município tão massacrado.
Comunicamos a população de Quixadá e os milhares de leitores que vamos nos defender de qualquer atitude contra a nossa liberdade, afinal, ao calar a imprensa, a sociedade fica muda, surda e furtada de ter os seus direitos constitucionais protegidos.
Com relação a espaço de comentários dos leitores, vai continuar custe o que custar, tendo em vista que é o espaço mais democrático que há neste site. Façam comentários, elogie, critique, a sua participação é fundamental para o exercício da cidadania. A Revista Central continuará em defesa da moralidade.