sábado, 8 de junho de 2013

Prefeitura de Ibaretama cria Comissão Especial para fiscalizar e decreta atualização do Bolsa Família

coordenador_Bolsa_familia“Não é verdade que secretários municipais estão recebendo bolsa-família, todos os nomes foram rigorosamente analisados e ninguém recebe”.
A prefeita do Município de Ibaretama, Elíria Maria Freitas de Queiroz, com objetivo de aumentar a distribuição dos programas sociais do governo federal, baixou o decreto municipal 20/2013, determinando o prazo de, no máximo, 90 dias para que a Coordenação Municipal do Cadastrado Único proceda recadastramento dos beneficiários do programa bolsa família em Ibaretama. 
Conforme o decreto, foi determinado a Procuradoria Geral do Município a abertura de procedimento administrativo sobre possíveis irregularidades na gestão do programa bolsa-família, ao longo dos últimos anos, em Ibaretama. O caso foi denunciado pelos veículos de comunicação.
A prefeita Eliria Queiroz esclarece que, não houve cadastramento de novos beneficiários durante esses seus cinco meses de gestão, e que, qualquer irregularidade foi da gestão passada. “Quero deixar claro que estamos trabalhando em parceria com o Ministério Público para apurar possíveis irregularidades, não vamos aceitar pessoas que estejam fora dos requisitos recebendo um beneficio tão importante como esse”, destacou a gestora.
O chefe da Coordenação Municipal do Cadastro Único de Ibaretama, João Willame Cabral, esclarece que “não é verdade que secretários municipais estão recebendo bolsa-família, todos os nomes foram rigorosamente analisados e ninguém recebe”, garantiu.
Conforme Eliria Queiroz, visando sempre à transparência, foi criada uma Comissão Especial para fiscalizar os beneficiários e, assim, detectar irregularidades, “ficou visível que a gestão passada não assumiu a responsabilidade com esse programa tão importante, mas nós vamos combater as coisas erradas nesse município”. A comissão será composta por três membros, sendo um da Secretária de Ação Social, Procuradoria e um servidor da Câmara Municipal.
O coordenador explica, ainda, que a atualização do cadastro estava atrasada desde 2011 e que segue calendário do governo federal. Em 2013 o recadastramento teve inicio em maio, o que já está ocorrendo em Ibaretama. Toda a responsabilidade pela atualização é do beneficiário que assina um termo dando fé às informações.
Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Ibaretama